Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude

Departamento de Comunicação   03/10/2018 | 08h26

PROJETO “O NOVO ACORDEÃO” DO CONSERVATÓRIO DE TATUÍ TERÁ ATIVIDADES NO MUSEU “PAULO SETÚBAL”

Como solista e camerista, Daniel Stratznig apresentou-se em importantes festivais internacionais.

PROJETO “O NOVO ACORDEÃO” DO CONSERVATÓRIO DE TATUÍ TERÁ  ATIVIDADES NO MUSEU “PAULO SETÚBAL”

O Museu Histórico “Paulo Setúbal”, equipamento de Cultura da Secretaria de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude da Prefeitura de Tatuí, receberá, na próxima semana, o projeto "O Novo Acordeão", do Conservatório Dramático e Musical de Tatuí "Dr. Carlos de Campos".

Na quarta-feira (10/10), às 20h, será apresentado o recital “O Novo Acordeão”, com Daniel Stratznig e coordenado por Braulio Vidile. O recital didático irá contar a história e a evolução do acordeão, com peças eruditas e populares que abrangerão da música renascentista à música contemporânea. No programa estarão as peças de Frescobaldi, Bach, Vivaldi, Mozart, diGesualdo e Piazzolla, com ênfase especial no repertório para acordeão baixo-solto, instrumento em uso na Europa que amplia as possibilidades de uso dos baixos.

Já na quinta-feira (11/10), acontecerão aulas de acordeão com os músicos Daniel Stratznig e Braulio Vidile. Das 10h às 12h a aula será para alunos acima de 12 anos de idade e, das 14h às 16h, para crianças de até 12 anos de idade. As aulas serão abertas para ouvintes e com entrada franca.

Essa é mais uma ação colaborativa entre o Conservatório e a Prefeitura de Tatuí, que visa fomentar a produção artístico/pedagógica realizando diversas apresentações nos equipamentos culturais de Tatuí.

O Museu Histórico “Paulo Setúbal” está situado na Praça Manoel Guedes, nº 98, Centro. Mais informações: (15) 3251-4969 ou mhpstatui@gmail.com

Daniel Stratznig - Iniciou seus estudos de acordeão na Escola de Música de Spittal/Drau, na Áustria, e em 2002 passou a estudar no Conservatório Estatal de Caríntia, com o professor Roman Pechmann, em Klagenfurt, diplomando-se em 2006.

De 2006 a 2010 cursou duas pós-graduações no Conservatório de Florença, na Itália, de Acordeão Clássico, com Ivano Battiston e de Música de Câmara, com Daniela deSantis. Foi, também, aluno de Stefan Hussong na Escola Superior de Música de Wu?rzburg, na Alemanha.

Como solista e camerista, apresentou-se em importantes festivais como o Internationale Musikwochen Millstatt; Akkorde On Stage, na Áustria; e Genio Fiorentino e Cantiere d'Arte di Montepulciano, na Itália. Ele também se apresentou com a Companhia do Piccolo Teatro de Milano, na Itália, e é membro do Ensemble Fisarchi e do The Heart Duo.

Daniel se tornou professor de acordeão da Musikschule de Viena, na Áustria, em 2011 e ocupa este cargo até hoje.

Braulio Vidile - Formou-se em acordeão pelo Conservatório Mozart de Santos em 1998, com Preciosa Kitami, e estudou com Oscar dos Reis, que lhe apresentou o acordeão baixo-solto.

Diplomado em Licenciatura em Música pela Universidade de São Paulo, mudou-se para a Itália em 2005, onde obteve duas pós-graduações pelo Conservatório de Florença: a de Acordeão e a de Música de Câmara. Braulio estudou com Ivano Battiston, Mirko Ferrarini e Paolo Gandolfi, além de frequentar aulas e masterclasses de grandes nomes do acordeão erudito e popular, como Richard Galliano, Teodoro Anzelloti, Renzo Ruggeri e Claudio Jacomucci.

Ao longo de dez anos apresentou-se em vários países da Europa com formações de música de câmara, erudita e popular. Trabalhou também como professor de acordeão e educação musical em dez escolas públicas italianas, com crianças e jovens de 3 a 18 anos de idade.

Voltou ao Brasil em 2014 para trabalhar como acordeonista e pianista na Escola de Dança do Theatro Municipal de São Paulo, onde ficou por três anos. Atualmente leciona acordeão no Conservatório de Tatuí.

 

SAÚDE

Saúde
Médicos nos Postos de Saúde

Horários:

Cardápio



GIA e SPED