Secretaria de Segurança Pública e Mobilidade Urbana

Departamento de Comunicação   12/09/2018 | 13h50

PROGRAMA GPS NA ZONA RURAL QUER LEVAR AO CAMPO ATENDIMENTO DE URGÊNCIA RÁPIDO E MAIS SEGURANÇA

Mais de 700 propriedades rurais já foram cadastradas.

PROGRAMA GPS NA ZONA RURAL QUER LEVAR  AO CAMPO ATENDIMENTO DE  URGÊNCIA RÁPIDO E MAIS SEGURANÇA

O uso da tecnologia pode levar mais segurança para a Zona Rural. A Prefeitura de Tatuí, através das secretarias de Segurança Pública e Mobilidade Urbana e Agricultura e Meio Ambiente, apresentou na quinta-feira (06/09), no Sindicato Rural Patronal, o Programa GPS na Zona Rural.

Toda a propriedade rural está sendo cadastrada pela Guarda Civil Municipal e receberá um número de identificação. Através dele, a Guarda Civil Municipal, SAMU, bombeiros e a Polícia Militar, por exemplo, terão mais agilidade para o atendimento das ocorrências, usando o GPS, através de tablets. Até o momento, mais de 700 propriedades rurais foram identificadas, mas cada responsável precisa manifestar o interesse de participar do programa. O único custo ao proprietário rural, é a confecção da placa de identificação (que é padrão), onde constará o número de identificação da propriedade e os telefones de emergência das unidades policiais e do SAMU. O valor da placa, que inclusive é refletiva à noite, é de algo em torno de R$ 80,00.

“A adesão dos produtores rurais já começou e está sendo um sucesso. Com organização e planejamento, novas ideias e projetos vão surgindo. Tenho certeza, que este programa será um grande avanço no combate preventivo aos crimes na Zona Rural, assim como no atendimento de ocorrências urgentes”, destacou a prefeita Maria José Vieira de Camargo.

Os produtores rurais e demais moradores da Zona Rural que tiverem interesse em participar do Programa GPS na Zona Rural, deve procurar a Guarda Civil Municipal. Mais informações estão disponíveis pelo telefone (15) 3251-2849.

Outros assuntos - Na mesma reunião, a prefeita Maria José apresentou algumas realizações na Zona Rural, nos 20 primeiros meses da administração. A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente também realizou duas apresentações, uma sobre os prazos e benefícios da DIPAM (Declaração para o Índice de Participação dos Municípios) e a outra sobre o LUPA (Levantamento Sensitário das Unidades de Produção Agropecuária do Estado de São Paulo). A Caixa Econômica Federal, através de sua gerência regional, explicou sobre as diretrizes para o Plano Safra 2018/2019, que é uma linha de crédito para os produtores rurais.

SAÚDE

Saúde
Médicos nos Postos de Saúde

Horários:

Cardápio



GIA e SPED