Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente

Departamento de Comunicação   11/10/2017 | 10h19

CHINA QUER PARCERIAS PARA DESENVOLVER PRODUÇÃO DE BAMBU EM TATUÍ

A unidade já foi referência nacional com o lançamento do trigo duro, cuja sêmula é utilizada para a produção do macarrão.

CHINA QUER PARCERIAS PARA DESENVOLVER PRODUÇÃO DE BAMBU EM TATUÍ

Na terça-feira (10/10), a prefeita Maria José Vieira de Camargo esteve visitando a Unidade de Pesquisa de Tatuí (UPT), a antiga Estação Experimental. Com a prefeita, estavam o secretário de Agricultura e Meio Ambiente Célio Valdrighi, o secretário de Esporte, Cultura, Turismo, Lazer e Juventude Cassiano Sinisgalli e o chefe de gabinete Christian Pereira de Camargo. O motivo da visita foi a presença no local da comitiva oficial da Cooperação Brasil China para o Desenvolvimento do Agronegócio do Bambu no Brasil. A unidade tatuiana de pesquisa, instalada numa área de 40 alqueires ou quase 970 mil metros quadrados, abriga a maior coleção de bambus da América Latina, com mais de 70 espécies, todas elas catalogadas.

A comitiva chinesa, vinculada a Chinese Academy Forestry (Academia Chinesa de Silvicultura) e liderada pelo senhor Huang Jian (vice-presidente), também foi recebida no local por Guilherme Korte (presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Bambu - Aprobambu), Marcelo Ticelli (diretor da UPT) e Juliana Cortez Barbosa (vice-coordenadora executiva do Campus da Unesp de Itapeva). Também estava presente o vereador de Mogi das Cruzes, Clodoaldo de Moraes, que veio conhecer a UPT.

Foram realizadas visitas as áreas de cultivo do bambu e também as instalações da UPT. “Estamos viabilizando parcerias com os chineses para novas pesquisas no local”, destacou a prefeita Maria José. Tatuí deverá também sediar no próximo mês de novembro, neste local, a 1ª Expo Bambu Internacional, um evento da Aprobambu. A ideia é atrair empresários, produtores, acadêmicos e interessados na cultura do bambu.

Para quem não sabe, a variedade de bambus no Brasil inclui os que são comestíveis, outros que são utilizados para o artesanato e aqueles que servem de enfeites e até para produzir tecidos. Com o bambu é possível fazer roupas, carvão e instrumentos musicais, como flautas.

Explorando mais o uso do bambu, é possível, também, substituir a ferragem usada no concreto armado. Caixa de joias, suporte para flores ou arranjos, cadeiras, poltronas, sofás, reservatórios para pinga podem ser feitos com bambu. Uma armadilha e um criadouro para peixes também podem ser feitos com bambus.

Inaugurada em 1934 e situada na rodovia Mário Batista Mori (Tatuí/Cesário Lange), no quilômetro 38, na zona rural de Tatuí, a Unidade de Pesquisa de Tatuí (UPT) é uma das unidades da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), responsável por coordenar e gerenciar as atividades de ciência e tecnologia voltadas para o agronegócio, cujas ações políticas são propostas pela Secretaria de Estado da Agricultura e Abastecimento.

A unidade já foi referência nacional com o lançamento do trigo duro, cuja sêmula é utilizada para a produção do macarrão. 

SAÚDE

Saúde
Médicos nos Postos de Saúde

Horários:

GIA e SPED