Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente

Departamento de Comunicação   26/07/2017 | 11h36

Comitê de bacias aprova uso de R$ 34 milhões para projetos ambientais

A Prefeitura de Tatuí também teve três projetos aprovados.

Comitê de bacias aprova uso de R$ 34 milhões para projetos ambientais

O auditório da Prefeitura da Estância Turística de Itu recebeu na quinta-feira (20/07) a 47ª reunião ordinária do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Sorocaba e Médio Tietê. Com a presença dos prefeitos de Araçoiaba da Serra, Capela do Alto, Cerquilho, Conchas, Itu, Jumirim, Sorocaba, Tatuí e Tietê, além de diversos vice-prefeitos, secretários de meio ambiente e representantes das cidades de Alambari, Alumínio, Anhembi, Araçariguama, Bofete, Boituva, Botucatu, Cabreúva, Cesário Lange, Ibiúna, Iperó, Laranjal Paulista, Mairinque, Pereiras, Piedade, Porangaba, Porto Feliz, Quadra, São Manoel, São Roque, Salto, Salto de Pirapora, Sarapuí, Sorocaba, Tatuí, Tietê, Torre de Pedra e Vargem Grande Paulista, a reunião contou também com ampla participação da sociedade civil organizada e dos órgãos ambientais do Estado de São Paulo, como a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB).

O Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Sorocaba e Médio Tietê é composto por 35 municípios e a reunião em Itu foi presidida pelo prefeito de Sorocaba, José Antonio Caldini Crespo. A prefeita de Tatuí, Maria José Vieira de Camargo, ocupou a mesa principal foi é a presidente da Fundação Agência do Comitê de Bacias, o braço executivo do Conselho Diretor.

Como pauta da reunião foram debatidos doze pontos com apontamentos sobre a manifestação de apoio ao Conselho Gestor da Área de Proteção Ambiental de Tietê, a eventualidade de rateio do custeio para a viabilização do espaço do sistema paulista no Fórum Mundial das Águas em março de 2018, o que foi considerado improcedente pela maioria dos presentes, e aspectos sobre a análise de projetos em áreas de proteção ambiental nas margens da área de proteção ambiental de Itupararanga, bem como projetos para a compensação ambiental.

A Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) que regula o sistema de água e esgoto e abastece a maior parte das cidades componentes do Comitê, apresentou um material sobre os seus recentes investimentos na região, com o aporte de recursos e projetos em cidades como Tatuí, Laranjal Paulista, Conchas e outras.

O ponto principal do evento foi a aprovação de 59 projetos ambientais propostos pelos municípios e aprovados em câmeras técnicas do Comitê de Bacias. A assembleia aprovou o uso de recursos do FEHIDRO (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) no valor de R$ 34.810.233,41. Deste recurso, R$ 2.595.730,84 são para seis projetos de Tatuí, três da Fatec local (R$ 1.457.132,68) e três da Prefeitura de Tatuí (R$ 1.138.598,16). A fase seguinte é a de regularização de documentos para o uso do recurso.

Dos recursos aprovados para a Fatec local, um deles é para o projeto “Sistema de Captação e Reuso de Água de Precipitação Atmosférica sobre Telhado na Fatec de Tatuí”, cujo valor é R$ 373.904.00. Outro projeto é o de “Seleção, Reutilização e Disposição Final de Resíduos Sólidos e Eletrônicos”, no valor de R$ 449.586,68, O terceiro projeto aprovado é o de “Espaço de Referência para Práticas Educativas em Climatologia com Foca na Educação Ambiental”, valor de R$ 439.950,00.

A Prefeitura de Tatuí também teve três projetos aprovados. Um deles é o de “Projeto de Reestruturação da Reciclagem de Tatuí”, cujo valor é de R$ 161.388,95. O segundo projeto é o de “Proteção dos Recursos Hídricos da Bacia dos Rios Sorocaba e Médio Tietê, através de medidas de gestão Integrada de Resíduos Sólidos Urbanos no Município de Tatuí”, valor de R$ 492.296,00. O terceiro projeto é o de “Implantação de Pontos de Entrega Voluntária (PEV) de Resíduos da Construção Civil e Volumosos na área Urbana de Influência na Bacia Hidrográfica do Rio Tatuí”, no valor de R$ 427.922,80.

SAÚDE

Saúde
Médicos nos Postos de Saúde

Horários:

GIA e SPED